Mídias


Artigos


Processos por crimes ambientais na China aumentaram 8,5 vezes
12 de março de 2015

beautiful-china-wallpaper

O Governo Chinês declarou guerra contra a poluição ambiental. Para tanto, ampliou a fiscalização e aumentou o número de processos contra os poluidores, bem como contra funcionários dos órgão ambientais acusados de corrupção. Aproximadamente estima-se a instauração de cerca de 16 mil processos relacionados com as infrações ambientais.

Os processos por crimes contra o meio ambiente na China aumentaram 8,5 vezes em 2014, mostrando a “guerra à poluição” anunciada pelo governo chinês. A informação foi dada pelo presidente do Supremo Tribunal do país, Zhou Qiang. No total, os tribunais chineses instauraram cerca de 16 mil processos relacionados com crimes ambientais, informa o relatório anual apresentado por Qiang à Assembleia Nacional Popular.

A poluição, que deixa frequentemente cinza o céu de Pequim e de outras grandes cidades chineses, tornou-se nos últimos anos um dos principais pontos de insatisfação popular, ao lado da corrupção e das crescentes desigualdades sociais. Mais da metade dos rios e lagos do país estão poluídos. Outro relatório, apresentado à Assembleia Nacional Popular pelo procurador-geral da China, Cao Jianming, indica que cerca de 25 mil pessoas foram acusadas, no ano passado, de crimes contra o meio ambiente. Aproximadamente 1.200 funcionários de órgãos governamentais encarregados da preservação ambiental foram acusados de corrupção.

Em 2014, o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, afirmou que o governo ia declarar guerra à poluição. “Lutaremos contra a corrupção com a mesma determinação com que combatemos a pobreza”. No relatório apresentado na semana passada à Assembleia Nacional Popular, Li Keqiang reconheceu que a poluição ambiental afeta a qualidade de vida do povo. “Revolucionar a produção e o consumo de energia é vital para o desenvolvimento de qualquer país e para o bem-estar de seu povo”, acrescentou. A reunião anual da Assembleia Nacional Popular chinesa vai até domingo (15/3/15) no Grande Palácio do Povo, em Pequim, com a presença de 3 mil deputados.

Fonte: Agência Brasil

Receba novidades em seu e-mail.

COMPARTILHE
AZEVEDO MORAES Copyright © 2018